amy winehouse


Quando ouvi Amy Winehouse pela primeira vez, eu pensei: essa mulher deve ser uma daquelas negonas de Nova Orleans da época do Ray Charles. Mas que engano. Amy Winehouse tem 24 anos, é branca, inglesa e exibe tatuagens e piercings no corpo. E o seu visual é tão contrastante quanto suas músicas.
Piercing e tatuagens se misturam a maquiagem e roupas da década de 1950. E essa mistura se reflete no seu trabalho. A voz potente (igual à de Ella Fitzgerald) canta abertamente sobre seus relacionamentos que não deram certo, como nenhuma boa menina há 50 ousaria falar. Eu até já classifiquei para algumas pessoas como música de traídos modernos. Se as letras não são nenhum primor, o arranjo te conquista. A melodia é resultado de uma mistura entre o soul, jazz e batidinha eletrônica leve. As faixas Rehab, Back to black e Tears dry on their own são de ouvir muitas vezes. Para ouvir a Amy Winehouse, uma dica: esqueça o conteúdo e curta o som.
É arte: o backing vocal de algumas músicas como de Me and Mr Jones.
É fato: Amy já teve vários problemas com bebida e drogas.
Anúncios

Um comentário sobre “amy winehouse

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s