Antes das múmias, pinturas


No começo de fevereiro, durante uma descupinização de rotina, foram encontradas múmias no Mosteiro da Luz, em São Paulo. Mas as paredes das construções religiosas guardam mais segredos artísticos do que imagina o nosso vão conhecimento cristão.

No ano passado, durante a reforma da Igreja do Largo de São Francisco, também em São Paulo, o forro revelou pinturas típicas de igrejas neoclássicas: imagens florais, antes recobertas por camadas de tinta cinza.

Outra descoberta recente aconteceu na Igreja de São Miguel Arcanjo, no bairro de São Miguel Paulista, uma das mais antigas do país – é de 1622. Durante o restauro, previsto para terminar em setembro, apareceram pinturas religiosas atrás do altar. Marcos Carrilho, perito do Iphan, diz que as pinturas devem ser da mesma data da construção da igreja. Os desenhos, segundo ele, são bem simples, mas não deixam de ser bonitos.

As igrejas andam revelando muito mais que mensagens religiosas… Estamos de olho nos próximos restauros.

Karina Sérgio Gomes

:: Publicado no Blog do Guia, no portal ViajeAqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s