o papel da galeria de arte


[Matéria para um programa especial de rádio sobre Artes Plásticas para Rádio Universitária/Gazeta AM]

O mercado de arte anda de ponta cabeça. O artista Demien Hirst faturou cerca 140 milhões de euros no leilão da Sotheby’s.  Outro artista britânico, Adam Neate, cujas telas são vendidas por US$ 1,5 mil a US$ 7,5 mil, distribuiu mil trabalhos seus pelas ruas de Londres. Enquanto isso, no Brasil, a tela O Mágico, da artista brasileira Beatriz Milhazes, atingiu a marca de 1 milhão de dolares, vendido para o mesmo comprador de Abaporu, o argentino Eduardo Costantini. E a galeria Choque Cultural foi alvo de um protesto contra o mercado de arte. Integrantes do movimento “PiXação: Arte Ataque Protesto”, liderados por  Rafael Guedes Augustaitiz (aquele mesmo da Bienal), invadiram a galeria e picharam as paredes, quadros e objetos em exposição.

E por conta desses acontecimentos, entrevistei o Ricardo Trevisan, da Casa Triangulo, e a artista plástica Raquel Kogan, para saber, qual é o papel de uma galeria.

http://sites.google.com/site/artefatok/Home/materia_galeirasdearte.mp3?attredirects=0
A narração é de Maria Cecília Arra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s