conversas com woody allen


Woody Allen era um promissor comediante quando Eric Lax o entrevistou pela primeira em 1971. E desde esse dia nunca mais o jornalista deixou de entrevistá-lo. Essas conversas de bastidores ao longo de mais de 30 anos estão em Conversas com Woody Allen. Divididas em A ideia; Escrever; Casting, Atores, Atuação; Filmagens, Sets, Locação; Direção; Montagem; Trilha Sonora; e Carreira, as entrevistas compõem uma extensa autobiografia do ator, diretor, escritor e tocador de clarinete Allan Stewart Königsberg, que nasceu um 51 anos e UM dia antes da autora desse blog. Ganhei esse livro de aniversário em 2008, mas só vim lê-lo agora, um ano depois. E não poderia ser em momento mais propício (junto com a retrospectiva A Elegância de Woody Allen, no CCBB-SP). Classifico como autobiografia porque é o próprio Woody quem conta a história de sua carreira. Lax age mais como um editor que organiza as respostas do diretor.

Apesar de muitos afirmarem que Woody seja um dos diretores mais autobiográficos, ele nega veementemente. Mas revela que usa algumas histórias pessoais em alguns de seus roteiros. Foi interessante acompanhar na leitura das entrevistas e na tela, assistindo aos filmes da mostra, as preferências e os caminhos escolhidos desse diretor. Sua predileção por uma fotografia com cores quentes; a escolha da trilha sonora, que não é apenas por um gosto pessoal por músicas das décadas de 20, 30 e 40, é também uma questão de verba; o cuidado com todo o filme. Woody escreve, dirige, muitas vezes atua, senta junto com o editor para montar a obra, escolhe a trilha, assiste uma vez e depois nunca mais – são raros os filmes que ele vê mais de uma vez.

Eu não sou uma cinéfila, e também entendo pouquíssimo de cinema (nunca tive diretores favoritos, muito menos assisti a muitos clássicos). Mas ler  Conversas… despertou, em mim, um carinho muito grande por Woody. E uma grande identificação. Somos sagitarianos, essencialmente urbanos, gostamos de jazz (ele mais do que eu), nunca conseguimos terminar de ver Casablanca… entre outras afinidades. Depois de ler esse livro e contabilizar quase 30 filmes dele assistidos, Woody Allen se tornou meu diretor favorito. Mas continuo gostando muito pouco de comédias, preferindo infinitamente seus dramas e filmes em que ele não atua, e considerando a Diane Keaton a atriz americana mais linda ever.

É arte: a retrospectiva A Elegância de Woody Allen. Eu demorei para entender por que da palavra “elegância”, mas depois de ler Conversas… e assistir a muitos de seus filmes, eu entendi. São raros os filmes que o diretor faz uso de palavras de baixo calão, cenas de violência e sexo. São filmes, além de muito bonitos visualmente, elegantes de textos, de piadas. Um refinamento que o diretor aprendeu ao ver os clássicos, dentre eles os de Bergman – seu diretor favorito.

É fato: falta uma filmografia na primeira edição. Mas folheei a 3a. e lá eles colocaram. Então, quem tiver a terceira edição, por favor, me manda isso, e também as entrevistas novas que foram colocadas de Vick Cristina Barcelona? (meu e-mail é ksergiogomes@gmail.com)

:: Conversas com Woody Allen, de Eric Lax. Biografia. CosacNaify. 2008. 488 págs.R$ 69.

Anúncios

6 comentários sobre “conversas com woody allen

  1. Putz, esse livro é maravilha de viver. Também ganhei de aniversário e só não grifo todas as aspas do cara porque, enfim, eu não grifo livros. Mas é genial, K, genial. Fiquei feliz com o seu post. 🙂

  2. O livro é ótimo mesmo! E eu amo o Woody, acho.

    Ah, e li a terceira edição, com todas as entrevistas de Vicky Cristina Barcelona, lá lá lá lá lá lá! Ah, Scarlett… 😉

    Beijo!

  3. Em tempo (e o mais importante): boa sorte amanhã (hoje), viu? Mandarei boas energias. Vai dar tudo certo. Beijão!

  4. Eu li o livro sobre o Woody, mas não era meu! Não tô com ele aqui para escanear… 😛

    Ei, e parabéns, de novo, pela banca, viu? Eu já sabia: uma jornalista talentosa, um orientador competente e uma personagem foda como a Regina Silveira só podia dar coisa boa. Quero ler, quero ler! 🙂

    PS: Adorei o novo visual.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s