mario cravo neto


Esse é um post-lembrança. Pois já saiu de cartaz (Fica em cartaz até hoje: 28/02) a exposição sobre Mario Cravo Neto, que estava no Instituto Tomie Ohtake. Fotografia e esse blog são meus hobbies favoritos (você já visitou meu flickr?). E como pretensa fotógrafa, meu olhar para fotos é um tanto diferenciado. Claro que primeiro vem o impacto, a emoção, mas depois faço uma observação mais detalhada para entender como o fotógrafo chegou àquele resultado. Qual lente será que ele usou? Quanto de exposição? Usou flash? Pelo que observei das fotografias de Mario Cravo Neto, ele deixa o tempo correr. As cores eram registradas cada uma ao seu tempo, deixando as intensas e bem contrastadas. Nas p&b, ele consegue variações de  cinza, branco e preto incríveis. Cravo Neto parecia fotografar da mesma forma que Caravaggio pintava. Suas fotos tem uma iluminação barroca, uma atmosfera pesada. Como disse uma senhora que passava: há também uma certa tristeza, um drama.

É arte: poder ver os objetos e cenário que Mario Cravo Neto usava em suas fotografias.

É fato: suas intalações e esculturas são bem inexpressivas perto de suas fotos. Mas ficam uma maravilha nas fotografias.

:: Mario Cravo Neto: Inst. Tomie Ohtake, Rua dos Coropés, s/n. Tel.:  2245 1937. 6 novembro 2009 a 17 janeiro 2010. Terça a domingo, das 11 às 20 horas. Entrada gratuita

Anúncios

Um comentário sobre “mario cravo neto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s