clarice,


Primeiro, quero fazer um agradecimento a Newton e às Leis da Física, que mantêm misteriosamente a Terra girando em meio ao nada, por ser medíocre. E assim pretendo continuar. Vou pedir para Fada do Dente me transformar numa porta sem trinco para que eu continue uma ignorante e seja apenas uma passagem para os meus amigos, e não um aspirador. Tenho, pra mim, que o problema de Clarice foi o excesso de inteligência e sensibilidade, o que a tornou radioativa. A mulher era praticamente uma kriptonita! Agora sem devaneios:

Estou quase convencida da teoria do Ruy Castro: “Clarice,” está mais para um “Ensaio Biográfico” do que para uma “Biografia”. Os últimos capítulos são quase insuportáveis de tanta análises. Os momentos em que o autor se permite falar um pouco mais da vida da Clarice parece um oásis no deserto de terras áridas para quem não conhece muito a literatura Lispectoriana (o meu caso).

Eu acho que houve, na verdade, um problema de edição. O livro do Moser tem muito de apuração jornalística, mas também tem muito do acadêmico que ele é. Acredito que esse cara deva ter um material valiosíssimo ainda guardado sobre a vida de Clarice. Ele parece ter feito uma pesquisa muito aprofundada e muito completa sobre a escritora, tanto sobre vida como sobre a obra. Parece, porém, que muito se perdeu na tentativa de sustentar essa tese da “menina que nasceu para salvar a mãe”. Talvez faltou a supervisão de um biógrafo para ele adaptar sua  tese de mestrado para uma biografia de verdade.

Ao mesmo tempo, eu me identifiquei tanto com o trabalho do Moser  que foi muito reconfortante lê-lo. Durante todo o meu TCC eu fui assombrada pelo fantasma do jornalismo literário e pelas descrições perfeitas do Ruy Castro. Claro que o meu, em todos os sentidos, é muito menor do que o trabalho do Moser. Eu consegui identificar, no entanto, na “biografia” dele, o mesmo esforço que eu tive de tentar entender a vida e a obra de uma pessoa e quando elas se misturam.

É arte: a escritora em si. Mas tem duas aspas dela sobre arte lídissimas. Uma, eu não aguentei e compartilhei com meu querido amigo e artista Renato Pera:

“Quando a arte é boa é porque tocou no inexpressivo. A pior arte é a expressva, aquela que transgride o pedaço de ferro e o pedaço de vidro, e o sorriso, e o grito”

É fato: faltam imagens. Por mais que seja um livro sobre uma escritora senti falta de fotos de Clarice. Eu queria ver a reprodução de um retrato que De Chirico fez dela e também das telas que a escritora pintou.

:: Clarice, de Benjamin Moser. Biografia. CosacNaify. 2009. 648 págs.R$ 79.

Anúncios

6 comentários sobre “clarice,

  1. Realmente não se trata de uma biografia no estilo de Rui Castro, neste livro fica flagrante a paixão de Moser pelo mito Clarice Lispector e que acabou passando para o texto (também com uma personagem como essa fica difícil ser de outra forma).

    Vale ressaltar que este livro vem preencher um vácuo no mercado editorial brasileiro de obras consistentes sobre a vida de Clarice, ainda um mistério para os leitores.

  2. Concordo! Mas é difícil não se apaixonar por algo que vc faz e gosta muito. Sou prova disso.
    O trabalho do Moser, sem dúvida, é primoroso. No entanto, eu não posso deixar de concordar, em partes, com o Ruy Castro. O livro está mais para análise do que para biografia. O que eu não acho ruim. Mas eu ainda tenho muitas dúvidas sobre biografias e ensaios.

    Última coisa, não podemos esquecer que a Nádia Gotlib escreveu uma biografia da escritora: “Clarice, uma vida que se conta”. Eu não li, vc já?

    Beijos,

    K.

  3. Ai, eu to na fila pra empréstimos!
    Agora, que bela introdução desse texto, hein? Acho que é um dos melhores que você já escreveu, de verdade.
    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s