gordon matta-clark: desfazer o espaço


Este slideshow necessita de JavaScript.

Fui à retrospectiva de Gordon Matta-Clark no MAM-SP pensando que conheceria apenas o trabalho de um artista que sabia ocupar bem o espaço. Lá, descobri que Matta-Clark não só fazia isso muito bem, mas também registrava suas intervenções como ninguém. O registro fotográfico de suas apropriações são verdadeiras obras de arte.

Matta-Clark trabalhava em locais que estavam para ser demolidos – também, depois de suas intervenções, seria meio impossível o espaço voltar a ser o mesmo e  ser ocupado. O artista usava sua expertise de arquiteto para recortar paredes, chãos, tetos… criando formas com o vazio, ou melhor, um vazio arquitrtônico. Seus cortes eram precisos e sua intervenção parecia improvável. Uma ficção. Algo meio fantasmagórico. É complicado de explicar a magnitude de seu trabalho. (Você não faz ideia do quanto está difícil escrever esse post. Mas vou terminar.)Depois que criava esse “ambiente do impossível”, o artista entrava em ação com sua câmera e registrava sua intervenção. Mas suas fotografias não eram apenas registros, Matta-Clark montava suas fotos como quebra-cabeças e remontava o ambiente. Seus vídeos, que também serviam de registro, podem serem assistidos como performances.

Matta-Clark é o que hoje chamaríamos de multi-funcional, ou multi-mídia. Afinal, uma intervenção sua poderia resultar em “n” produtos: na intervenção em si; num belo ensaio fotográfico; numa “performance”; e num vídeo, que além de ser um registro, eu entendo ainda como um documentário e também como vídeo-arte.

Desculpe se esse comentário não ficou a contento. A obra de Gordon Matta-Clark merecia muito mais. Mas eu recomendo que você vá ao MAM-SP, veja com seus próprios olhos  e depois volte para trocar ideias comigo! É difícil descrever indescritível.

É arte: fazia tempo que não pegava um folheto de exposição tão bom. (Sem aqueles textos chatos de curadores e críticos de arte.) Em formato de jornal, os textos são bem informativos. Bom para leigos e para entendidos.

É fato: como eu não consegui explicar muito bem o trabalho de Matta-Clark. Achei há alguns vídeos do artista no youtube. Vejam se dá para compreender melhor o que eu tentei dizer:

:: Gordon Matta-Clark: desfazer o espaço – MAM-SP – Grande sala. Av. Pedro Álvares Cabral, s/ nº, portão 3 – Parque Ibirapuera. Tel: 5085-1300. 3a./dom. 10h/ 17h30. R$ 5,50 (Dom. Grátis). Até 04/04.

Anúncios

Um comentário sobre “gordon matta-clark: desfazer o espaço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s