simplesmente complicado


Quando eu estou com muitas coisas na cabeça um blockbuster ou uma novela me cai tão bem que vocês não fazem ideia. Hoje fui assistir a “Simplesmente Complicado” e voltei renovada. Momento divã: não consigo lidar muito bem com separações, não é à toa que até hoje eu não superei o divórcio de Chico Buarque e Marieta Severo. E a personagem de Meryl Streep também não. Dez anos depois de separada da personagem de Alec Baldwin, eles acabam tendo uma recaída. Mas surge na vida dela o Steve Martin, interpretando uma personagem muito diferente da habitual, o nerd arquiteto Adan. Aviso: quem não viu o filme acho melhor parar por aqui.

Depois do reencontro entre Jane (Streep) e Jake (Baldwin), passei a torcer fervorosamente pela volta do casal. As trapalhadas e acertos dos dois me divertiram tanto que eu não podia querer que ela ficasse com o bobo do Adan — mesmo eu sempre sendo a favor dos bons mocinhos. A interpretação do Alec Baldwin é tão convincente que foi difícil não acreditar no sentimento de sua personagem — apesar de, uma hora e outra, ficar um tanto claro as artimanhas de convencimento utilizadas por Jake, um exímio advogado.

A fórmula de “Simplesmente Complicado” não é muito diferente de “Alguém tem que ceder”, ambas são leves, divertidas e delicadas, cujos roteiros e direção são assinados por Nancy Meyers, mesma diretora de “Do que as mulheres gostam“, um dos meus blockbusters favoritos. Comédias românticas com personagens mais maduras são sempre melhores do que as de romances juvenis.

É arte: a Meryl Streep. Essa mulher consegue ser mais que boa atriz. Não tem como não se envolver com as personagens que ela interpreta.

É fato: fazia tempo que não ia ao cinemark perto de casa. Foi interessante notar que mais da metade da fila só queria ver os filmes em cartaz se fossem dublados. Coisas de província.

:: Simplesmente Complicado: EUA/2009. Direção: Nancy Meyers. Com: Meryl Streep, Alec Baldwin e Steve Martin. 120 minutos. 14 anos

Anúncios

3 comentários sobre “simplesmente complicado

  1. Hahaha, gostei de saber que você é sempre “a favor dos bons mocinhos”. 🙂 E “Do que as Mulheres Gostam” também é um dos meus blockbusters favoritos.

    Ah, outro dia li alguém dizer que a Meryl Streep é a grande atriz de nosso tempo. E não é que deve ser mesmo?

    Não consigo me lembrar do último filme em que ela não teve uma excelente atuação. Já viu “Julie & Julia”? Outro show!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s