coco chanel & igor stravinsky


Já ouvi dizer que dois gênios não conseguem conviver por muito tempo no mesmo espaço. Acredito que esse foi o caso de Coco Chanel (Anna Mouglalis) e Igor Stravinsky (Mads Mikkelsen). Um dos gênios da música clássica moderna e a gênia da moda, referência de elegância até hoje. Para falar de Chanel, a fotografia não poderia deixar de ser belíssima. Para falar de Stravinsky, a trilha sonora não poderia deixar de ser tão marcante (saí do cinema assobiando).


[minha cena favorita do filme]

Chanel é aquele exemplo de mulher que eu gostaria de ser: forte, determinada, elegante, independente… Mas que não deixa de ser sensível. Sensível à arte, ao toque. Aliás, esse é um filme de tato, de mão. As duas personagens têm mãos habilidosas, precisas. O filme retrata o encontro de duas potências criadoras. Mas não acredito que ali tenha existido amor. Foi uma paixão. Uma troca. Um mutualismo.

Igor precisava de um mecenas. Alguém que lhe ajudasse como músico. E por que não uma inspiração? Coco de alguém que lhe curasse seu luto. E por que não lhe inspirasse? E desse jogo de interesses, que foi a relação desses dois gênios, ganhamos o incrível perfume Chanel no. 5 e belíssimas composições do erudito. Pode não ter sido amor. Mas foi um fogo fértil para humanidade.

É arte: não poderia dizer o contrário, o figurino comandado por Karl Lagerfeld, que está a frente da marca Chanel desde 1983.

É arte 2: apesar de não ser tão bom, muito menos tão bonito, Coco antes de Chanel vale a pena ser visto. É daqueles filmes que eu tirei conselhos para vida. Chanel, você é meu exemplo! “Não vou casar, vou para Paris fazer fortuna”. Não sei se vou para Paris fazer fortuna, mas meu trabalho será minha vida. #Fato!

É fato: achei o fim um tanto confuso. Queria entender melhor qual foi a apresentação de  Stravinsky, em Paris, que foi um sucesso. Aliás, o filme é meio perdido quanto as datas. É difícil identificar o que está acontecendo em cada período.

É fato 2: descobri que sem querer eu tive meu dia de Chanel. Ai que orgulho ter feito um penteado parecido com o da estilista sem saber. Fica até difícil saber quem sou eu, quem é a Coco e quem é a Anna Mouglalis.

:: Coco Chanel & Igor Stravinsky – dir. Jan Kounen. França, 2009. Drama. 118 min.

Anúncios

2 comentários sobre “coco chanel & igor stravinsky

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s