Reviravolta e conformidade


[Editorial da edição 16 da revista Sorria]

Texto: Dilson Branco
Reviravolta e conformidade 

No alto, à esquerda, dois registros dos bastidores da seção Amar. À direita, equipe da foto de capa. Acima, nossos reforços: Cristina e Rita no degrau de cima e Karina e Ricardo no de baixo. A Mica está na outra foto, de verde, com a roda de samba da seção Movimentar
Durante praticamente todo o tempo de produção desta Sorria, minha vida esteve mudada. Fiquei exilado em minha própria casa, dormindo no escritório, obrigado a ceder o conforto do meu quarto a três hóspedes. Mas nenhuma lembrança ruim ficará desses dois meses. Pelo contrário: são o pedaço de 2010 que guardarei com mais carinho na memória. Os bem-vindos invasores eram meu cunhado, minha irmã e meu sobrinho-afilhado, que veio na barriga e voltou no colo.
Por razões médicas, eles saíram de Porto Alegre, onde moram, e vieram fazer o parto em São Paulo. Acompanhei toda a expectativa do nascimento e a emoção dos pais de primeira viagem. Contemplando minha mesa de jantar convertida em fraldário, a sala tomada por carrinho, moisés, bebê-conforto – entre outros apetrechos que entraram para o meu vocabulário – e, principalmente, a linda criaturinha que saiu de dentro da minha irmã, fiquei pensando o que isso teria a ver com o tema desta edição. Ora, bastante coisa. Nada exemplifica melhor nosso imenso poder de transformação do que a capacidade de gerarmos outros seres humanos. Mas, ao mesmo tempo, não escolhemos quem essas pessoas serão: quanto à família, só nos resta aceitar. E, modéstia à parte, nesse quesito eu me considero pra lá de privilegiado. Bem-vindo ao mundo, Pedro! 

Aqui na nossa redação, esse período também foi de chegadas. Três novas repórteres entraram para a equipe. A Rita Loiola ouviu vários especialistas e descobriu histórias curiosas de pessoas que desafiam o conceito tradicional de vocação – veja o resultado. A Cristina Casagrande estreou na seção Conviver, investigando sites que nos ajudam a participar da política não só no dia da eleição. E tem também a Karina Sérgio Gomes, que ficou com a parte mais divertida: conheceu o universo dos adesivos de parede e revirou suas memórias culturais para bolar as melhores dicas de livros, filmes, discos e sites na seção Brincar.

A arte também teve reforços, com a chegada do dedicado estagiário Ricardo Sukys. Contribuiu ainda nesta edição a produtora Mica Toméo – repare nas locações, objetos e pessoas que aparecem nas fotos: ela que ajudou a escolher cada detalhe e resolveu toda a logística para tornar os cliques reais. Além disso, os veteranos da equipe deram o duro de sempre. Esperamos que você goste do resultado. Obrigado e boa leitura!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s