Rainha da Sucata


Sou noveleira assumidaça. Desde que eu me reconheço como um ser pensante, a novela fez parte da casa dos Sérgio Gomes. Não eram todas que eu podia assistir. Lembro que Xica da Silva e Dona Beija eram proíbidas. A minha memória mais remota dos folhetins é de Rainha da Sucata. O que também é estranho, porque geralmente eu deveria estar dormindo nesse horário. Mas tenho muito nítida a lembrança da mesa de escritório de Maria do Carmo que era feita da carcaça reluzente de um carro.

Fiquei sempre com essa imagem na cabeça, mas nunca soube nada mais do que o storyline da trama. A mina pobre que luta a vida inteira e fica rica – uma Cinderela moderna. Desde janeiro, felizmente, estou podendo acompanhar a história de Maria do Carmo Pereira e Eduardo Figueiroa. Mais do que a trama envolvente com poucos personagens e todos muito trabalhados é muito interessante ver como a tv e o mundo mudaram em 20 anos.

Regina Duarte e Tony Ramos não são atores de uma beleza estonteante. Eles têm dentes amarelos, rugas, não exibem corpos esculturais. Nessa época, não existia a progressiva e ninguém fazia sobrancelha. A gostosa da novela é a Cláudia Raia que exibe coxas g-r-o-s-s-a-s para todos que queiram ver. A ditadura da beleza ainda não tinham se instaurado. E ser elegante era usar cintura alta e a maior ombreira que seu blazer podesse suportar. Coques e topetes também eram muito bem-vindos. O batom, quanto mais vermelho, melhor. E o chique era ter na sua cama aquelas colchas de cetim rosa-quase-pink.

As encenações também são mais carregadas do que as de hoje, sinto. As personagens são muito caricatas. Quem não se lembra da D. Armênia ou do prof. gago, de Antônio Fagundes. Não existe meio termo nem para o caráter e personalidade. Edu, personagem de Tony Ramos, é o playboy bom moço. E sua imaturidade vai ao extremo – até me lembra alguém. Ele não tem noção do dinheiro, dos sentimentos, do que é trabalhar, do que pode magoar. E se esforça para ser sempre educado e manter a aparência do bom menino. Não assisti ao Roque Santeiro, mas acredito que Maria do Carmo tirou o turbante da Viúva Porcina e só. A sucateira é uma personagem intensa. E como subiu na vida a custa de seu próprio esforço, acha que pode comprar tudo. E acredita que nada pode fazê-la parar.

Em uma entrevista à revista Bravo!, Regina Duarte diz se arrepender dessas suas encenações tão intensas.

Lamento ter interpretado meus personagens de modo tão óbvio, tão exagerado. Agi assim por instinto e por influência de inúmeras atrizes que me antecederam. Mas houve igualmente uma avaliação equivocada e preconceituosa de minha parte. O aparelho de televisão não passa de uma utilidade doméstica, certo? Quando aparecem ali, os atores competem com o jantar no fogo, a água do café fervendo, o berreiro da criançada, o bater dos talheres. Não à toa, intuí desde cedo que deveria “gritar” para me fazer compreender e atrair a atenção dos telespectadores. Duvidei deles, percebe? Do discernimento que pudessem ter. Resultado: enveredei pela hiperatuação. Tornei-me “a atriz das caras e bocas”, como me chamam na internet. Um horror! Não bastasse, tal opção acabou contaminando meus papéis no teatro e – pior – no cinema.

No entanto, no caso de Maria do Carmo, acho que exagero combina. A personagem era mesmo uma hipérbole. Muito forte, muito guerreira, muito apaixonada, muito dedicada, muito mimada. Ao contrário das mocinhas de hoje que só choram, a Rainha da Sucata ria alto, gritava, brigava… Se jogava na vida sem medo. E claro, quanto maior o pulo, maior a queda.

A novela começou em janeiro, e a personagem de Regina já aprontou um bocado pensando que está a cima de todos os quatrocentões falidos de São Paulo. Ontem à noite, espiando como seriam os próximos capítulos, vi que a mocinha vai começar a sofrer um bocado a partir de abril. E eu espero continuar no pique para assistir aos capítulos que começam a meia-noite e terminam a uma da manhã.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s