hoje


Eu não gosto muito de filmes que têm como pano de fundo a ditadura militar. Mas eu gosto muito e muito da Denise Fraga. E por isso fui assistir Hoje.

Eu tenho, desde que me conheço por gente, o sonho da casa própria. Ter o meu cantinho sempre foi/é a coisa que eu mais quis/quero na vida. É no dia em que em a protagonista está mudando para sua primeira casa que o filme começa. Ela compra um belo apartamento antigo na Av. São Luís, que eu considero um dos endereços mais charmosos de São Paulo. E, pelo que se entende, é jornalista e frila. Não tive como não me identificar. Nesse feliz dia da mudança, seu marido, desaparecido durante a ditadura militar, reaparece.

Esse relacionamento com um fim não estabelecido e a incerteza do paradeiro desse amor assombram Vera há anos. É difícil, para todos os seres humanos, lidar com questões não resolvidas. A incerteza nos machuca demais. E nos impede de viver o presente e de planejar o futuro. Porque o passado fica o tempo todo invadindo nossos planos e pensamentos. E Denise consegue com maestria demonstrar toda essa angustia em seu olhar e expressão. Sem exageros, sua encenação é precisa. Você não tem dúvidas de que ela sente todo aquele tormento dentro do seu peito. Em certa cena, o marido pergunta:

– Quando foi que você estabeleceu que eu estava morto?

– Tantas vezes. Eu decidi que tinha que tocar minha vida, tantas vezes

Mas ela não conseguia. Porque a falsa esperança de um dia ele voltar a impedia de dar um passo para frente. Por isso, velórios e enterros são necessários. Aquilo decreta o fim de uma história. Claro, não significa o fim de uma dor. Mas com certeza vai lhe ajudar a lidar com ela melhor. Afinal, não há nenhuma dor pior do que a da dúvida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s