meu templo


Certa vez, entrevistei o maestro João Maurício Galindo, regente da Jazz Sinfonica, e ele me disse que as pessoas precisam de templos, assim como as orquestras. Ele disse isso para explicar o sucesso da Osesp depois que ganhou a Sala São Paulo.

De alguma forma, essa frase “as pessoas precisam de templos” ficou na minha cabeça. Para entrar em contato com Deus, meus pais costumam ir à missa aos domingos. Em São Paulo, o único lugar em que consigo esse contato com o munto metafísico ou com o meu “eu interior” é na Pinacoteca do Estado.

Sempre que estou precisando recarregar a energia, ficar comigo, pensar sobre a vida, ter uma nova ideia, espairecer… qualquer coisa, eu vou para lá. Entrar naquele prédio desenhado (e jamais concluído) de Ramos de Azevedo tem toda uma simbologia para mim.

É como se minhas energias fosse revigoradas a cada ida. Visito os ícones do modernismo e do século XIX que adoro, sempre aprendo algo com as exposições temporárias. Às vezes, me perco apenas olhando os tijolinhos aparentes.  E sempre paro para tomar um cafezinho admirando o jardim da Luz.

Ontem, lá fui eu me despedir desse meu templo. Entrei em todas as salas, caminhei devagar a fim de memorizar a sequência de cada obra. Desci as escadas sentindo cada um dos degraus, escorregando calmamente a mão pelo corrimão, sentindo as oscilações da madeira. Andei próximo às paredes encostando as pontas dos dedos. Debrucei em um dos parapeitos, fiquei observando as pessoas em um dos pátios internos e chorei.

Chorei de saudade. De emoção. De amor. Foi uma sensação estranha. Eu sei que a minha querida Pina jamais sairá da praça da Luz e eu sempre que voltar a São Paulo poderei visitá-la. Mas ela não poderá ser mais o meu templo, o lugar em que poderei correr nos momentos de angústia. Concluí que, agora, eu serei apenas visita na minha cidade. E essa nova condição ainda é muito estranha para mim.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s