ocupação: regina silveira


“Todo projeto é um sonho, você sonha com ele, literalmente.” Visitar a pequena exposição de Regina Silveira no projeto Ocupação do Itaú Cultural me deu uma saudade imensa dos dias que frequentei aquele ateliê [foto] – ora para entrevistar a artista, ora para pesquisar em sua biblioteca e arquivos. A cenografia, muito perspicaz, pensou o espaço como se fosse […]

meialuz e derrapagem – regina silveira


Sempre que convido alguém para ir a uma exposição de Regina Silveira comigo, ouço: “Você ainda não cansou?”. Quase sempre respondo: “Já viu mãe cansar de filho?” Claro que a artista não é minha filha, mas o trabalho que fiz sobre ela é, e sempre será, o meu filho dileto. Por isso não canso de […]

linha de sombra – regina silveira


Quando era criança, toda noite de lua cheia eu olhava para ela tentando visualizar as pegadas dos tripulantes da Apollo 11. Até dezembro, essas eram as únicas pegadas para as quais eu precisava olhar para cima para tentar visualizar. Quando eu cheguei ao CCBB-RIO, novamente me senti aquela guriazinha de seis anos no quintal: sentei […]

regina silveira – um esboço biográfico


[um resumo do meu tcc em cinco minutos]   Entrando na toca da artista   Alice, ardendo em curiosidade, correu atrás do coelho campo afora, chegando justamente a tempo de vê-lo enfiar-se numa grande toca sob a cerca. Logo depois Alice entrou atrás dele, sem pensar sequer em como sairia dali outra vez. (Lewis Carroll) […]

o paradoxo do santo, regina silveira


Nem o Abaporu mexeu tanto comigo. Se hoje eu vivo a neurose do tcc, boa parte da a culpa é dessa obra. :: O Mundo Sem Molduras: Rua da Reitoria, 160 – Cidade Universitária. Tel, 11 3091.3039. 3ª/sáb. 10h/18h e dom16h/16h. A partir 26/03. É arte: poder rever o mesmo trabalho, que aos 15 anos me fez ficar […]

tropel (reversed) regina silveira and the great attic


Ouço falar dessa exposição desde dezembro, quando entrevistei os assistentes da Regina e estava engatinhando nessa saga do tcc. Confesso que quando vi uma maquete de papelão (?) da obra, no ateliê, não curti muito, ou melhor, não me causava o mesmo impacto que os rascunhos de outros trabalhos, na mesa da artista, me causaram. Mas […]

regina silveira – mundus admirabilis e outras pragas


Aos 15 anos fui, pela primeira vez, ao MAC – USP. Eu não me lembro qual era a exposição que estava em cartaz, mas eu me lembro, direitinho, de uma obra que vi. Era uma esculturazinha muito simples, de um homenzinho montado em um cavalo branco. Ela poderia ter passado despercebida se não fosse a […]